terça-feira, 20 de agosto de 2013

Catecismo do Padre Spirago - Parte 30

Nota do blogue: Acompanhe essa transcrição AQUI.
A Igreja (5)
Notas características da verdadeira Igreja

Que caracteres deve a ter a verdadeira de Cristo?

A verdadeira Igreja de Cristo deve ter os seguintes caracteres:

1) Deve ser uma só, e ter em todos tempos e lugares a mesma doutrina.

Uma verdade (ex: 2+2=4) não pode mudar nunca. O mesmo devemos dizer das doutrinas da verdadeira Igreja. Se, pois, alguém conseguir provar que uma Igreja, no decorrer dos tempos, mudou as suas doutrinas, fica automaticamente provado que ela não é a verdadeira Igreja. Dir-se-á o mesmo da igreja que, nos diversos lugares onde existe, não tem identidade de doutrina.

2) Deve ser santa, pois deve possuir doutrinas e instituições tais que possa levar o homem à mais alta perfeição moral.

Deus, por ser a santidade em pessoa, só pode ter fundado uma Igreja de princípios e instituições santas e santificantes. Se, pois, puder demonstrar-se que uma igreja tem um princípio ou uma instituição sequer que impeça a perfeição, fica provado que ela não é a verdadeira igreja de Cristo.

3) Deve ser católica, ou seja, universal. Deve, pois, servir a todos os povos da Terra e procurar recebê-los em seu seio.

A verdade serve para todos os homens. Cristo morreu por todos e quer salvar a todos. Está, pois, visto que uma Igreja Nacional não pode ser a verdadeira igreja de Cristo.

4) Deve ser apostólica, pois deve existir desde o tempo dos apóstolos e ter por chefe os sucessores deles.

Cristo prometeu proteção e assistência à sua igreja; quis ficar com sua Igreja por toda a eternidade. Por isso, a verdadeira Igreja de Cristo não pode ter desaparecido e deve existir desde os tempos dos Apóstolos. Não pode, pois, ser a verdadeira Igreja de Jesus Cristo aquela que existe há poucos anos ou poucos séculos apenas. Também não pode ser aquela cujos chefes não são sucessores legítimos dos Apóstolos.

5) Deve ter por chefe supremo o sucessor de S. Pedro.

Conforme as palavra de Jesus Cristo, a Igreja está assente num rochedo que é S. Pedro. Daí a célebre expressão de Sto. Ambrósio: “Onde está Pedro, aí está a Igreja”.

6) Deve ser glorificada por Deus com milagres.

Os milagres servem de provas da verdade; eles, para Deus, são o mesmo que carimbos e selos para autoridades.

Deus opera milagres na Igreja Católica. Provam-no os corpos incorruptos do Santos (S. Francisco Xavier, Sta. Tereza, etc.) ou os membros dos corpos dos Santos (a língua de S. João Nepomuceno e Sto Antônio de Lisboa, o braço direito de Sto. Estevão da Hungria, etc.) conservados incorruptos através dos séculos. Outros tantos prodígios dão-se nos lugares de peregrinação, como em Loures, no sul da França.

7) Deve ser perseguida.

Jesus disse aos Apóstolos: “Perseguiram a mim, perseguirão também a vós”. Não é, pois, verdadeira Igreja de Cristo a que estiver livre de vexames da parte dos mais.

Qual a Igreja que ostenta todos esses caracteres?

A Igreja que ostenta todos estes caracteres só é a Católica, Apostólica Romana.

A consideração desses caracteres levou a se passarem para a Igreja Católica, no decorrer dos séculos, muitos homens nobres e sábios. Ao invés, os que dela apostataram tiveram geralmente motivos terrenos (como lucros, casamento rico, vingança pessoal, etc.) Os frutos podres vão caindo da árvore da Igreja Católica. É fato curioso que, no leito de morte, nenhum católico se torne infiel à sua religião, ao passo que muitíssimos não católicos passam para a Igreja na hora da morte.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...