quarta-feira, 14 de agosto de 2013

Catecismo do Padre Spirago - Parte 29

Nota do blogue: Acompanhe essa transcrição AQUI.

A Igreja (4)
A propagação da Igreja

Quando foi que a Igreja começou a sua vida?

A Igreja começou a sua vida no dia de Pentecostes em que se batizaram os 3000.

Mas os fundamentos da Igreja os lançara Cristo quando, durante a sua vida pública, reunira em torno de si um certo número de discípulos, dos quais nomeou 12 apóstolos e um chefe supremo.

Que sabemos da propagação da Igreja nos tempos primitivos?

1) Depois da descida do Espírito Santo os apóstolos pregaram o Evangelho no mundo inteiro e fundaram muitas cristandades.

Tendo convertido muitos num lugar, os apóstolos escolheram alguns de seus auxiliares (sacerdotes), aos quais confiavam uma parte do seu poder. E antes de saírem do lugar, nomeavam para seu sucessor (bispo) e passavam-lhe todos os seus poderes. Dentre todas as cristandades, a de Roma tinha primazia, por ser governada por S. Pedro. Todas as cristandades juntas tinham a mesma fé, os mesmos sacramentos e o mesmo chefe supremo; juntas constituíam a Igreja Católica.

2) Pouco depois iniciaram-se as grandes perseguições dos cristãos, pelas quais a religião cristã não só não foi vencida, senão até mais rapidamente propagada.

Diz Tertuliano: “O sangue dos mártires é semente de novos cristãos”. A paciência sobre-humana, a morte prazerosamente, as apologias dos cristãos perante o juízo, o seu amor aos inimigos e os numerosos milagres que Deus realizava por intermédio dos mártires, impressionavam sobremaneira os pagãos e abriam-lhe os olhos. Os maiores perseguidores foram Nero (54-68) e Diocleciano (300), o qual mandou trucidar cerca de 2 milhões de cristãos.

3) No ano 313, o Imperador Constantino Magno permitiu, no império romano, a passagem para o cristianismo. A partir de então a Igreja chegou a um grande poder e autoridade.

No ano 324 Constantino Magno oficializou a religião cristã. Juntamente com sua mãe Sta. Helena, edificou muitas igrejas em lugares santos. Não obstante, a Igreja teve que sofrer muito dos inimigos internos. No ano 318 aparece o heresiarcas Ário e fez numerosos adeptos. Onde estão hoje os arianos? O que não é de Deus não subsiste.

O que sabemos da propagação da Igreja na Idade Média?

1) Na Idade Média quase todos os povos pagãos da Europa foram convertidos ao cristianismo.

Em 450, S. Severino pregou 30 anos na Áustria (circunvizinhanças do Danúbio). Na Inglaterra Sto. Agostinho, monge beneditino com 40 missionários (cerca de 600). Na Alemanha pregou S. Bonifácio, durante 40 anos (fal. 755). Aos eslavos pregaram S. Cirilo e S. Metódio (fal. 855). A Hungria fez-se cristã graças aos esforços do rei Sto. Estevão (fal. 1038), cujo braço direito ainda existe incorrupto.

2) Todavia a Igreja, mais tarde, veio a perder muitos dos seus adeptos pelo aparecimento hostil de Maomé, dos gregos, de Lutero e do rei Henrique VIII da Inglaterra.

Maomé trabalhou na Arábia. Morreu em 632. Sua doutrina (Islã) propagou-se na Ásia, no norte da África e na Espanha. Desde o malogrado cerco de Viena, na Áustria (1683). O islamismo retrogradou muito.

O cisma grego originou-se do fato de Miguel Cerulária, patriarca de Constantinopla, ter-se separado de Roma em 1054. Muitos gregos têm retornado à Igreja Católica.

Martilho Lutero, frade Agostinho de Erfurt, levantou-se em 1517 contra a Igreja Católica. Seus adeptos chamam-se geralmente de protestantes.

Na Inglaterra o rei Henrique VIII rebelou-se contra a Igreja Católica no ano de 1535; na Suíça Zwinglio e Calvino.

Que sabemos da propagação da Igreja na época moderna?

Na época moderna muitos povos dos continentes recém descobertos foram convertidos ao cristianismo.

O maior missionário foi S. Francisco Xavier, apóstolo das índias, falecido em 3 de dezembro de 1552. Atualmente há cerca de 25.000 sacerdotes de diferentes Ordens nas missões pagãs. É dever dos cristãos auxiliá-los com contribuições para a Obra da Propaganda da Fé. Na festa dos Santos Reis faz-se coleta para as missões. No penúltimo domingo de outubro faz-se cada ano a coleta para as missões.

Quantos católicos há no presente?

Presentemente há cerca de 380 milhões de católicos.*

Estes são governados por cerca de 1500 bispos. O número de sacerdotes ascende a cerca de 365.000. Cristãos há aproximadamente 800.000.000, portanto só 43% da humanidade.

* Essa é a datação de quando o livro foi escrito.

Que religiões conhecidas há, além da católica?

Além da religião católica há as seguintes religiões conhecidas*:

1) A grega oriental.

Seus adeptos chamam-se “ortodoxos”. Pertencem-lhe cerca de 120 milhões de fiéis, com uns 150 bispos. Seu chefe é o patriarca de Constantinopla. É doutrina importante dessa religião que o Espírito Santo procede só do Pai. Da Igreja grega separou-se a russa, governada desde 1721 pelo czar é atualmente acéfala e perseguida pela revolução vitoriosa. Também a Grécia moderna separou-se desde 1833, do patriarca de Constantinopla e fundou a “Nova Igreja Grega”.

2) Protestante ou evangélica.

Esta abraça, juntamente com a anglicana, cerca de 200 milhões de fiéis. Seu principal fundador é Lutero. Os países mais protestantes são: a Alemanha, os Estados Unidos da América do Norte e a Inglaterra. É o governo que dirige as Igrejas protestantes. É tese fundamental do protestantismo que a fé sozinha salva.

3) A judaica.

Há cerca de 30 milhões de judeus. A maioria está na Rússia, nos Estados Unidos e na Áustria. As suas doutrinas e leis estão contidas no Talmude. Para nós cristãos eles são de grande importância, porquanto guardam ciosamente as S. Escrituras que dão testemunho do Salvador.

4) A maometana, ou muçulmana.

Há cerca de 260 milhões de maometanos. Fazem peregrinações a uma pedra negra em Meca, crêem num destino imutável (fatalismo), esperam gozos sensuais para depois da morte, adotam a poligamia e celebram a sexta-feira.

5) No Oriente:

Há cerca de 320 milhões de Confucianistas (China), 240 milhões de Bramanistas e 220 milhões de Budistas (Índia). Tanto o budismo quanto o confucionismo foram fundados no século VI antes da era cristã, com certo antagonismo contra o bramanismo na velha Índia.

* Estas são as principais religiões.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...