domingo, 27 de julho de 2014

A mulher como deve sê-lo - Parte 7 - a

Nota do blogue: Acompanhe esse especial AQUI

 A MULHER COMO DEVE SÊ-LO

PELO
R.P. MARCHAL
MISSIONÁRIO APOSTÓLICO

VERSÃO DA 12.ª EDIÇÃO FRANCESA
POR
M.J. DE MESQUITA PIMENTEL
1872


CAPÍTULO VII. 

A toilette.—I. Fim dos vestidos.— Verdugos do corpo.— II. Cúmplices das paixões.—III. Artífices da menti­ra.—As velhas que parecem novas.— IV. A moda.— Inimiga do pobre.—Da sociedade.— V. As elegantes. 

I. Vistam-se as mulheres decentemente, enfeitem-se com o pudor e com a sabedoria muito mais, que com cabelos anelados, ouro, pérolas, e suntuosos vestidos. Por es­tas palavras o Apóstolo das gentes proíbe às mulhe­res, não o asseio conveniente e até gracioso, mas a cul­tura exagerada de suas pessoas pelos atavios e tudo o mais que constitui a toilette. Esta matéria, na aparência tão fútil, torna-se, quando nos dirigimos às mulheres, senão a mais importante, ao menos a mais delicada. 

Neste particular, raras vezes a verdade se aceita sem que provoque murmúrios; e, de ordinário, a im­parcialidade toma-se, nesta parte, por indulgência. Eu, todavia, pelo que me toca, não hesitarei em entrar na matéria com franqueza, ainda que só a isso me levasse um excesso de cortesia. Lisonjear uma pessoa é mos­trar-lhe que não pode suportar a força da verdade: dizendo-vo-la sem fingimento, nem acrimônia, far-vos-ei, penso eu, o mais delicado cumprimento, sem me expôr a arrepender-me de haver sido temerário. Di­zer a verdade francamente e deixá-la metade vestida; ora, as mulheres que deste modo se vestem, não lhes assiste o direito de serem muito severas. 

Catecismo de Dom Tomás de Aquino OSB - A Santa Confissão parte II

Sermão do VI° Domingo depois de Pentecostes - Mosteiro da Santa Cruz

Sermão do IV° domingo depois de Pentecostes - Mosteiro da Santa Cruz

Sermão do III° domingo depois de Pentecostes - Mosteiro da Santa Cruz

Política do consentimento ou o liberalismo contra a família


Por D. Williamson
Traduzido por Andrea Patrícia
 hlyfamly
Janeiro é o mês da Sagrada Família, pois hoje é a Festa da Sagrada Família. Essa festa foi instituída pelos Papas Leão XIII e Bento XV um pouco menos de cem anos atrás para defender a família contra o ataque violento do Liberalismo.
Pois de fato a família é o instrumento projetado por Deus para a criação do homem, da concepção à vida adulta. Então para desfazer o homem, o demônio vai atacar a família, e para redimir ou refazer a humanidade, o Divino Salvador começou sendo um sublime exemplo, estendido por trinta anos, de vida familiar. Eis o que o Papa Leão XIII ensinou em 1892:
“Ninguém está desavisado de que a prosperidade privada e pública depende principalmente da constituição da família. O bem estar da comunidade será mensurado pelas virtudes que se enraizaram na família e pela dimensão do zelo dos pais por inculcar em seus filhos – pela doutrina, pelo exemplo – os preceitos da religião. Por isso é de grande importância que a sociedade doméstica não seja somente firmemente constituída, mas também que seja governada pelas leis sagradas, e que o espírito religioso e os princípios da vida Cristã sejam cuidadosamente e constantemente desenvolvidos. É evidente para esse propósito que o misericordioso Deus – desejando cumprir a tarefa de restauração da humanidade esperada há muito tempo – preparou tanto os detalhes e o modo da Redenção que desde o início essa obra apresentaria ao mundo a augusta forma da família divinamente constituída, na qual todos os homens poderiam contemplar o mais perfeito modelo de vida familiar e um exemplo de cada virtude e santidade.

domingo, 20 de julho de 2014

A mulher como deve sê-lo - Parte 6 - final

Nota do blogue: Acompanhe esse especial AQUI

 A MULHER COMO DEVE SÊ-LO

PELO
R.P. MARCHAL
MISSIONÁRIO APOSTÓLICO

VERSÃO DA 12.ª EDIÇÃO FRANCESA
POR
M.J. DE MESQUITA PIMENTEL
1872


Que é, com efeito o que exige de vós? Exige-vos, em proveito da dor, o Sacrifício alegre e espontâneo do supérfluo. E que é o supérfluo? O supérfluo, dir-me-á alguém, é a poesia, bem como o necessário a prosa da vida. Admite-se como verdadeira esta definição, e como nesta vida necessitamos de alguma poesia, ainda que só fosse para conjurar o tédio, colorindo a existência, pode dizer-se que, para muitos, o necessário é o que não basta. Não é, todavia, menos verdade que o supérfluo, quando abunda, e quando não sabemos cerceá-lo em proveito da caridade, torna-se cúmplice da morte e porta do inferno. O supérfluo traz consigo o luxo, o luxo fomenta o prazer, e o prazer é o cesto de flores trazido pela escrava a Cleópatra. Ai do insensato que se compraz em mexer essas flores por uma vida de re­quintada moleza, porque, sob o perfume que elas exalam, se oculta um áspide cujo veneno mata. 

ESPECIAL: A Virgem Maria - 3

Nota do blogue:  Acompanhe esse especial AQUI


CAPÍTULO III
O NOME DE MARIA SUA APRESENTAÇÃO SEUS PRIMEIROS ANOS
(aproximadamente de 19 a 7 antes da era vulgar)

Maria surge portanto, e é a aurora do Cristo. Quando o Senhor talhava o corpo de Adão, contemplava antecipadamente o Verbo encamado e, "modelando cada porção do argila, diz Tertuliano, pensava no Cristo que haveria de ser homem um dia”. Quando tirou Eva de uma costela de Adão, via também antecipadamente sua divina Mãe, e fez a mulher "bela como a lua, pura como o sol”. Que esplendor não inundava o semblante dAquela que faria renascer neste mundo a visão do Paraíso!

Quinze dias após o nascimento, como era de costume para as meninas, teve lugar a imposição de um nome. E a Virgem Santa foi chamada Maria.

Pretendem alguns que este bendito nome seja de origem síria e signifique Dama ou Senhora.

Outros admitem, como mais provável, que o nome de Maria é puramente hebraico e significa Mar amargo ou Estrela do mar ou Mirra do mar ou Elevada ou Luz.

ESPECIAL: A Virgem Maria - 2

Nota do blogue:  Acompanhe esse especial AQUI


CAPÍTULO II
A FAMÍLIA E O NASCIMENTO DA VIRGEM MARIA
(aproximadamente no ano 22 antes da era vulgar)

Há duas personagem nas primeiras páginas do Evangelho de São Lucas: Deus e a Virgem Maria, e o lugar da Virgem não é menor que o de Deus. É no seio da Virgem que Deus desce à terra, é por meio dEla que o Espírito incriado reveste o peso da carne, que o Infinito se circunscreve nas entranhas de uma mulher. É por Deus que o Todo Poderoso aceita a pobreza; por Ele a própria pureza assume a fealdade do pecado, por Ele a Virgem aceita tornar-se Mãe e mãe do gênero humano.

O homem é o objeto do amor de um Deus e de uma Mulher. Antes de erguer para Deus o nosso olhar, lancemo-lo para esta Mulher, descendente de uma família real, cuja perda da riqueza já dera inicio à Lei evangélica da pobreza e desapego.

A mulher como deve sê-lo - Parte 6 - c

Nota do blogue: Acompanhe esse especial AQUI

 A MULHER COMO DEVE SÊ-LO

PELO
R.P. MARCHAL
MISSIONÁRIO APOSTÓLICO

VERSÃO DA 12.ª EDIÇÃO FRANCESA
POR
M.J. DE MESQUITA PIMENTEL
1872


Quando o Senhor de vós exige um sacrifício para socorrer o infortúnio, oferece-vos ocasião de proporcionar a vosso coração o mais doce dos gozos. Há mais prazer em dar que em receber. Estas palavras soltou-as de Sua boca o divino Salvador. Podem com elas es­pantar-se muitos, mas não obsta isso a que sejam duma verdade incontestável. 

Quando Deus criou o coração do homem, diz Bossuet, o primeiro sentimento que dele fez brotar foi o da bondade. O egoísmo veio depois, e foi o pecado que lá o introduziu. 

Não é o gênio, nem a glória, nem o amor que me­dem a elevação de nossa alma, mas sim a bondade. Ela é que imprime na fisionomia do homem o mais in­vencível e fascinador encanto, e constitui duma ma­neira especialíssima nossa semelhança com o Pai celeste, que a humanidade se compraz em chamar o Deus essen­cialmente bom. Ora, sabeis o que faz este Deus, quando por uma inspiração generosa vos pede uma boa obra? Oferece-vos ocasião de perder em atividade esse magnífico atributo que constitui o fundo de vosso ser. 

domingo, 13 de julho de 2014

Curso de Português de Carlos Nougué: Abertura das Inscrições

Abertura das Inscrições
• Hoje, ou seja, à zero hora da segunda-feira 14 de julho de 2014, abre-se o período de inscrições para o curso on-line de 60 horas Para Bem Escrever na Língua Portuguesa, do Professor Carlos Nougué. As inscrições devem fazer-se em nosso próprio site (cursos.questoesgramaticais.com.br), e o curso terá início no dia 11 de agosto próximo.
• Para informações globais sobre o curso (ementa, metodologia, material para imprimir, biografia do professor, etc.) e sobre tudo o mais que ele oferece (concursos, etc.), ver  Curso Para Bem Escrever na Língua Portuguesa. Para vídeos de demonstração, ver Vídeos do Professor.

• Para a resposta às perguntas ou dúvidas mais frequentes, ver FAQ.

Algumas anotações sobre A mulher da criação até os tempos atuais





Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...