sábado, 26 de abril de 2014

Pensamento do dia 26/04/2014

"Por acaso não fará Deus justiça aos Seus escolhidos, 
que estão clamando por Ele dia e noite? 
Porventura tardará em socorrê-los?
Digo-vos que em breve lhes fará justiça. 
Mas, quando vier o Filho do Homem, acaso achará fé sobre a terra?"

(Lucas 18,7-8)


A Pérola Preciosa - 7.º Mistério

Nota do blogue: Acompanhar esse especial AQUI.

A PÉROLA PRECIOSA

Breves pensamentos sobre o Rosário meditado, para sacerdotes.
pelo
Padre Wendelin Meyer, O.F.M.
Tradução portuguesa por
Alberto Maria Kolb


7.º MISTÉRIO

Cristo é o ângulo e a coluna da Igreja; que sustenta este grande edifício, que jamais balançará, pois Jesus Cristo está firme, é inabalável; os Seus ombros não enfraquecem. Uma vez, porém, — era antes da fundação da Igreja estava esta coluna junto a outra coluna, aí enfraqueceram-se os ombros de Jesus, que todo se enfraqueceu e caiu num mar de sangue e de Seu próprio sangue: a imagem da dor! Demoremo-nos diante d’Ele.

Os duros flagelos, as cordas, os açoites e azorragues recordam à nossa alma em tons lúgubres uma triste parte da passio Domini Nostri Jesu Christi.

Podemos aprender, pois também os sacer­dotes devem, como seu Sumo Sacerdote, Je­sus Cristo, e como os sucessores na cadeira de São Pedro, ser colunas e pedras angulares do mundo cristão. Então não podemos recuar diante à coluna tinta de sangue. Ainda que não possamos seguir a Jesus até esta altura de penitência, podemos ao menos considerar pie­dosamente os sublimes ensinamentos que Ele aí nos fornece. Jesus foi flagelado: cruelmente despido.

Cruelmente:

quinta-feira, 24 de abril de 2014

O exemplo da Suécia (um país totalmente contaminado pela ideologia de gênero)



O Projeto de Lei 8035/2010, que aprova o Plano Nacional de Educação (PNE) para o decênio 2011-2020, trazia termos próprios da ideologia de gênero: “igualdade de gênero e de orientação sexual”, “preconceito e discriminação por orientação sexual ou identidade de gênero”. O Senado Federal, porém, em dezembro de 2013, aprovou um substitutivo (PLC 103/2012) que eliminou toda essa linguagem ideológica. De volta à Câmara, o projeto agora enfrenta a fúria dos deputados do PT e seus aliados, que pretendem reintroduzir o “gênero” no PNE, a fim de dar uma base legal à ideologia que o governo já vem ensinando nas escolas. O relator Angelo Vanhoni (PT/PR) emitiu em 09/04/2014 um parecer pela rejeição do inciso III do artigo 2º do Substitutivo do Senado Federal (sem “gênero”) e pelo retorno, em seu lugar, do inciso III do artigo 2º do texto da Câmara dos Deputados (com “gênero”).
Nem todos compreendem a importância e a extensão do problema. A vitória da ideologia de gênero significaria a permissão de toda perversão sexual (incluindo o incesto e a pedofilia), a incriminação de qualquer oposição ao homossexualismo (crime de “homofobia”), a perda do controle dos pais sobre a educação dos filhos, a extinção da família e a transformação da sociedade em uma massa informe, apta a ser dominada por regimes totalitários.
Alguns Bispos já alertaram a população para o perigo: Dom Orani Tempesta, Arcebispo do Rio de Janeiro (RJ)[1], Dom Antonio Carlos Rossi Keller, Bispo de Frederico Westphalen (RS), Dom Antônio Fernando Saburido, Arcebispo de Olinda e Recife (PE), Dom Paulo Mendes Peixoto, Arcebispo de Uberaba (MG), Dom José Benedito Simão, Bispo de Assis (SP) e Dom Fernando Rifan, Bispo da Administração Apostólica São João Maria Vianey.
Se quisermos, porém, ver o que é um país dominado pela ideologia de gênero, basta olharmos para a Suécia.

Pais isolados das crianças

terça-feira, 15 de abril de 2014

Lançamento de Questões Gramaticais - Página do Professor Carlos Nougué

Nota do blogue: É com grande alegria que divulgo mais essa conquista do amigo e professor Nougué. Parabéns e que Deus o ajude.

Lançamento de

Questões Gramaticais

Página do Professor

Carlos Nougué

 
Ver especialmente:

1) a Apresentação da página;

2) a Notícia biográfica;

3) o primeiro vídeo.

A prevenção mais desfavorável [...] é a daqueles que julgam que em gramática as definições inadequadas, as classificações malfeitas, os conceitos falsos carecem de inconveniente, desde que, por outro lado, se exponham com fidelidade as regras a que se conforma o bom uso. Eu creio, contudo, que essas duas coisas são inconciliáveis, que o uso não pode expor-se com exatidão e fidelidade senão analisando os princípios verdadeiros que o dirigem, porque uma lógica severa é indispensável requisito de todo e qualquer ensino.”
Andrés Bello

“O que um ensino gramatical rudimentar, combinado com a ação dos media, propicia nos dias de hoje no Brasil não é mais que uma trivial compreensão mútua de gaúchos e nortistas, porque de fato não só desaparece em geral a capacidade de escrita, mas a mesma capacidade de discurso articulado e profundo – o que infelizmente também se manifesta, e em ampla escala, em nosso próprio meio acadêmico. Pois o que por reflexo propicia mais cabalmente o bem falar é o ler bons autores e o bem escrever, tudo o que, por sua vez, não é propiciado senão pelo ensino não rudimentar da Gramática.”
Carlos Nougué

quarta-feira, 9 de abril de 2014

A Pérola Preciosa - 6.º Mistério

Nota do blogue: Acompanhar esse especial AQUI.

A PÉROLA PRECIOSA

Breves pensamentos sobre o Rosário meditado, para sacerdotes.
pelo
Padre Wendelin Meyer, O.F.M.
Tradução portuguesa por
Alberto Maria Kolb



6.º MISTÉRIO
O GETSÊMANI DO PADRE!

O discípulo não é mais que o Mestre; as horas amargas do Jardim das Oliveiras de Nosso Senhor Jesus Cristo estão preparadas também para o Alter Christus. O que as velhas e veneráveis oliveiras viram e ouviram, isto contem­plam — apesar de ser somente um fraco eixo, uma pequenina imagem ou cópia da crudelíssima noite do Jardim das Oliveiras— isto também contemplam e escutam os quartos solitários, o confessionário, os caminhos daqueles sacerdotes que tomam a sério a sua santa e sublime voca­ção!

O que nos anunciam as páginas dos Evan­gelistas tão singela e simplesmente, isto mesmo nos deixa lançar um olhar bem profundo na ver­dadeira vida sacerdotal. Na meditação do 1.º Mistério veremos o Getsêmani do sacerdote. Contemplaremos e aprofundaremos não só os sofrimentos e a oração do Mestre, mas tam­bém do discípulo.

O Mestre sofreu: ao ver o pecado; — prevendo as dores físicas; — abandonado; — orando; — confortado por um anjo.

  • Ao ver o pecado.

domingo, 6 de abril de 2014

A Pérola Preciosa - 5.º Mistério

Nota do blogue: Acompanhar esse especial AQUI.

A PÉROLA PRECIOSA

Breves pensamentos sobre o Rosário meditado, para sacerdotes.
pelo
Padre Wendelin Meyer, O.F.M.
Tradução portuguesa por
Alberto Maria Kolb


5.º MISTÉRIO

A mulher do Evangelho dizia: «Alegrai-vos comigo, pois achei a moeda que estava perdida.» (S. Luc. 15-9). Por acaso Jesus não é mais do que ouro e prata? E Maria Santíssima achou o menino; Seu coração rejubilava, sal­tava de alegria, é certo, isso compreende-se facilmente. E a alma imortal do homem não é por acaso mais preciosa do que todos os tesouros deste mundo? O sacerdote acha esta alma, por tanto tempo perdida, no templo, no confessionário, no leito da morte, em habitações miseráveis, casebres e choupanas; então o olhar do sacerdote brilha. Aqui novamente se encon­tram a Mãe de Deus e o Ministro de Deus; a vida de um resplandece na existência do outro.

quarta-feira, 2 de abril de 2014

A Pérola Preciosa - 4.º Mistério

Nota do blogue: Acompanhar esse especial AQUI.

A PÉROLA PRECIOSA

Breves pensamentos sobre o Rosário meditado, para sacerdotes.
pelo
Padre Wendelin Meyer, O.F.M.
Tradução portuguesa por
Alberto Maria Kolb


4.º MISTÉRIO
RAIOS LUMINOSOS

Em cada celebração de missa acendem-se velas. Sempre parte do altar um raio de luz, visível aos olhos, quando é sacrificada a invisí­vel luz do mundo, escondida debaixo das espécies do pão. Igualmente brilha uma luz do Sacrifício de Maria no templo. A fé a vê, e esta luz ilumina todo sacerdote de boa von­tade. Esta luz reflete o pomposo e augusto cerimonial do culto católico; esta luz abre o enigma da significação deste grandioso sacrifí­cio; esta luz revela o espírito de sacrifício que Deus requer do sacerdote na oblação incruenta do augusto mistério da cruz.

Maria Santíssima ofertou: segundo as prescrições da lei — com perfeito conhecimento — no verdadeiro espírito de sacrifício.

Segundo as prescrições da lei:

terça-feira, 1 de abril de 2014

A MORTIFICAÇÃO

Nota do blogue: Agradeço ao amigo Rafael Horta pelo envio. Deus lhe pague.


Pe. Garrigou-Lagrange, O.P.,
Les Trois Ages de la Vie Intérieure

Sobre a mortificação cristã, notemos, em primeiro lugar, duas tendências extremas e errôneas: de um lado o naturalismo prático que é tão frequente e no que caíram os quietistas, e de outro lado, a orgulhosa austeridade jansenista, que está muito afastada do proceder do amor de Deus. A verdade se ergue como o cume em meio desses dois extremos, que representam os desvios contrários dos erros.

O Naturalismo Prático, na Ação e na Inanição
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...