terça-feira, 7 de maio de 2013

MAIO COM MARIA: Dia 07 - Maria ama-nos ternamente e de modo especial os pecadores


Numerosos motivos forçam-nos a amar nossa amabilíssima Rainha. Em toda parte louvassem-na, dela somente falassem em todos os sermões, a vida dessem por ela todos os homens – tudo isso ainda pouco seria em comparação da gratidão e amor que lhe devemos. Pois é terníssimo o amor que ela consagra a todos os homens, mesmo aos mais infelizes pecadores, quando lhe conservam algum afeto ou devoção.
O abade de Celes – que por humildade tomou o nome de Idiota – diz de Maria: Não pode a Virgem deixar de amar quem a ama; não desdenha servir quem a serve. Se o servo é um pecador, empenha toda sua poderosa intercessão para obter-lhe o perdão de seu Filho. Tamanha lhe é a bondade e tão grande a misericórdia, que não repele quem a invoca. Na qualidade de amantíssima advogada nossa oferece a Deus as preces de seus servos; pois, como o Filho intercede por nós junto ao Pai, assim ela intercede por nós junto ao Filho. Não se cansa de tratar com o Pai e com o Filho o sério assunto da nossa salvação. Singular refúgio dos perdidos, esperança dos miseráveis e advogada de todos os pecadores que a ela recorrem – assim com muita razão a chama Dionísio Cartusiano.

Possível é, entretanto, que um pecador ponha em dúvida não o poder, mas a misericórdia de Maria; possível é que, vendo-se carregado de crimes, desconfie de sua compaixão em ajudá-lo. Aqui o sossega e anima Conrado de Saxônia, dizendo: Grande e singular é o privilégio que tem Maria perante seu Filho de alcançar dele, com os seus rogos, tudo quanto quer. Mas de que adiantaria, acrescenta Conrado, este grande poder de Maria, se ela nenhum cuidado tivesse de nós? Mas, não; não duvidemos, tenhamos ânimo e agradeçamos ao Senhora e à sua divina Mãe. Pois, assim como ela entre todos os santos é a mais poderosa, de todos é também a mais amorosa e mais solicita de nosso bem. Assim conclui o piedoso escritor: Quanto júbilo há na exclamação de S. Germano: Quem jamais, ó Mãe de misericórdia, quem, depois de vosso Jesus, mostrou como vós tanto zelo por nós e nosso bem? Quem como vós toma a defesa dos pecadores e combate contra os seus inimigos? Poder e bondade encontram-se em vosso patrocínio num grau que excede toda a compreensão. Tem os santos poder para valer mais a seus devotos que aos outros, acrescenta o abade de Celes; Nossa Senhora, porém, como é Rainha de todos, de todos é também advogada e lhes cuida da salvação. Preocupa-se com todos, até com os pecadores. Deles, especialmente, Maria se ufana de ser chamada advogada. Disse-o ela mesma à venerável Maria Villani: Depois do título de Mãe de Deus, lisonjeia-me ser chamada advogada dos pecadores.
(Glórias de Maria – Santo Afonso Maria de Ligório)

*Grifos meus
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...