terça-feira, 24 de dezembro de 2013

Por Teodomiro Tadeu Viana Franco



Sonetos de Madre Maria José de Jesus
carmelita descalça

Ó Fé, tu foste a Mãe que, na piscina
 Batismal, me adotaste com clemência;
Que me descortinaste — inda eu menina —
Horizontes sem fim à inteligência.

Mil vezes arrancaste-me à sentina
Do pecado e tornaste-me à inocência;
Em meus lábios puseste a Hóstia Divina
Que iluminou e encheu minha existência.

Tu farás que eu receba num sorriso
A morte... E —salva enfim de mil escolhos —
Tu me guiarás às portas do Paraíso.

E então — como uma luz que se apagasse —
Terás fim, quando eu com meus próprios olhos

Fitar o Sol Divino face a face...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...