domingo, 1 de setembro de 2013

Catecismo do Padre Spirago - Parte 36

Nota do blogue: Acompanhe essa transcrição AQUI.
Os novíssimos (3)
O Céu

Que é o Céu?

O Céu é o lugar das eternas alegrias.

1) No monte Tabor, Jesus Cristo deu aos apóstolos uma pálida idéia do Céu. O Céu (dos espíritos) não é, de certo, o firmamento das estrelas. O Céu é nossa pátria.

2) Das palavras de Jesus Cristo: “Os justos entrarão para a vida eterna” segue-se que as alegrias do Céu durarão eternamente.

Que alegria há no Céu?

No Céu há as seguintes alegrias: 1) os justos contemplam a Deus; 2) Como cidadãos do Céu, possuem o amor e a amizade; 3) Estão livres de todo mal; 4) Depois da ressurreição ser-lhes-á transfigurado também o corpo.

Estas alegrias são sobremaneira grandes. Por isso diz S. Paulo: “Nenhuma vista jamais viu, nenhum ouvido jamais ouviu, e jamais entrou ao coração de homem aquilo que Deus preparou aos que o amam”. Entretanto, as alegrias serão diferentes, conforme os merecimentos, pois não seria de equidade uma criancinha, depois de batizada, ter a mesma recompensa que um apóstolo, por exemplo. Eis porque S. Paulo diz: “Quem semeia parcamente, parcamente colherá; e quem semeia abundantemente, com abundância colherá”. Apesar disso, não haverá inveja no Céu. Se vários irmãos fizessem do mesmo pano cada qual a sua roupa, o menor dos irmãos não iria invejar a roupa do mais velho por ser maior. Acontecerá da mesma forma no céu.

Quais homens vão para o Céu?

Vão para o Céu os homens que estiverem livres de todos pecados e de todas as penas dos pecados.

Diz a S. Escritura: “Nada de impuro pode entrar no reino dos Céus”. O Céu só se conquista com sofrimento, assim como um bom atestado de escola só se obtém com aplicação, esforço e trabalho.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...