domingo, 1 de setembro de 2013

Catecismo do Padre Spirago - Parte 37

Nota do blogue: Acompanhe essa transcrição AQUI.

Os novíssimos (4)
O inferno

Que é o inferno?

O inferno é o lugar dos tormentos eternos.

1) O infeliz avarento estava no lugar de tormento. Os pagãos acreditavam num inferno, como se pode deduzir de suas lendas. 2) Que os castigos do inferno são eternos, segue-se das palavras de Cristo: “Os condenados entrarão para o eterno tormento”. A justiça humana também condena certos criminosos à prisão perpétua ou à morte. 

Que tormentos há no inferno?

No inferno há os seguintes tormentos: 1) os condenados jamais vêem a Deus; 2) estão em companhia dos espíritos maus; 3) Estão no fogo e sofrem grandes torturas de alma; 4) depois da ressurreição terão que sofrer também corporalmente.

Cristo chama o inferno de “trevas exteriores” (porque lá não se pode ver a Deus), e de “fogo indizível” onde haverá “choro e ranger de dentes” (de tanta dor e de ódio), onde os condenados estão “amarrados de mãos e pé” (i. e., sem poder sair do lugar) e onde o “verme jamais morre” (i. e., os remorsos da consciência não os largam). O fogo é um fogo real, que arde, entretanto é diferente do nosso: não ilumina, não aquece, não destrói e é muitíssimo mais doloroso. Já aconteceu nesta terra de Deus castigar certos homens viciosos com o fogo, como os moradores de Sodoma.

Os castigos do inferno variam conforme os pecados. Diz a S. Escritura: “Quanto alguém tiver vividos nos prazeres, tanto terá de tortura e dor”.

Quais os homens que vão para o inferno?

Vão para o inferno os homens que morrerem em pecado mortal.

Pelo pecado mortal o homem se separa de Deus. Assemelha-se a um ramo de parreira separado da cepa. Seca e é lançado ao fogo.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...