sexta-feira, 6 de setembro de 2013

Catecismo do Padre Spirago - Parte 40

Nota do blogue: Acompanhe essa transcrição AQUI.

Os novíssimos (7)
A ressurreição dos mortos

Que significam as palavras: “ressurreição dos mortos”?

As palavras: “ressurreição dos mortos” significam que Cristo virá no dia do juízo ressuscitar os mortos e reuni-los às respectivas almas para sempre.

Cristo nos ressuscitará como ressuscitou Lázaro e Jó. Os irmãos Macabeus consolavam-se no sofrimento com a lembrança da ressurreição.

Por onde sabemos que Cristo ressuscitará os corpos dos finados?

Pelas próprias palavras de Cristo e pelos seus milagres sabemos que ele ressuscitará os corpos dos finados.

1) Cristo Diz: “Virá a hora em que todos os que jazem nos sepulcros ouvirão a voz do Filho de Deus. E aparecerão os que praticaram o bem para a ressurreição do juízo”. Pensando na ressurreição, Cristo chama a morte de sono. Assim fez ele antes de ressuscitar Lázaro e igualmente antes de ressuscitar a filha de Jairo.

2) Além disto, Cristo quis provar, com sua ressurreição e com as ressurreições dos mortos, que tem poder de fazer reviver os finados. Ele dizia: “Se não quiserdes crer em minhas palavras, crede nas obras”.

3) Muitos fenômenos da natureza lembram-nos a nossa futura ressurreição: o nosso despertar de cada dia; o rejuvenescer da primavera; o ovo no qual, a princípio, não se vê vida nenhuma e do qual nasce, depois, a ave; a metamorfose de uma lagarta em ninfa, em casulo e, por último, em borboleta.

Que sabemos das qualidades dos corpos ressurgidos?

Das qualidades dos corpos ressurgidos sabemos o seguinte: 1) teremos os mesmos corpos, porém eles serão perfeitos e imortais; 2) Os corpos dos justos serão transfigurados, os dos pecadores, porém, horrorosamente feios.

1) Seria improcedente um corpo estranho ser premiado ou castigado. Jó estava convencido que receberia de volta o mesmo corpo: “Ressurgirei”, diz ele, “no último dia, e serei novamente envolvido em minha pele, e na minha carne verei a meu Deus”. Um dos irmãos Macabeus declarou que haveria de readquirir os membros decepados. Santa Perpétua disse aos pagãos na prisão de Cartago: “Olhai-nos bem, para nos reconhecerem no dia do juízo”.

2) Os corpos ressurgidos serão perfeito, i.e., não serão visíveis neles os sinais da velhice nem das doenças. Terão, da mesma forma, os membros que perderam. Suas chagas, porém, serão rútilas (como as do Salvador) e lhes servirão de glória. Os Santos, nas suas aparições, sempre apareceram moços.

3) Reza-se no Credo: “na ressurreição da carne e vida eterna”. Segue-se daí que os corpos ressuscitados serão imortais. Repara-se que Deus já conserva agora corpos incorruptos de muitos santos (v. nº 20).

4) Os corpos dos justos serão como o de Jesus Cristo: fulgurantes, velozes, impassíveis, e poderão penetrar corpos opacos.

Quando é que mais nos consola a fé na ressurreição dos mortos?

A fé na ressurreição dos mortos nos consola mais na nossa própria morte e na de nossos parentes.

São insensatas as pessoas que, junto a algum túmulo, se excedem em lamentos. Pois haverá um reencontro. S. Paulo admoesta-nos por isso: “Não vos entristeçais como os pagãos que não têm esperança”.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...