quarta-feira, 2 de outubro de 2013

02 de outubro dia dos Santos Anjos da Guarda


02/10 Terça-feira
Festa de Terceira Classe
Paramentos Brancos


Os Anjos da Guarda são enviados por Deus em nosso nascimento para nos proteger durante toda a nossa vida. Na Bíblia sustenta em algumas ocasiões a Fé no Anjo da Guarda: "Vou enviar um anjo adiante de ti para te proteger no caminho e para te conduzir ao lugar que te preparei". (Êxodo 23, 20). Porque por nossas próprias forças somente, jamais conseguiremos fazer frente ao demônio, que possui grande poder para perder, enganar e destruir as almas eternamente. Nas horas de perigo, o Santo Anjo nos incita à virtude, convida-nos à resistência e apresentam a Deus as nossas orações e nossas boas obras, apoiando-nos com sua intercessão. É preciso, portanto, que façamos a nossa parte, invocando-o incessantemente, consultando-o diariamente em todas as nossas ações.

Durante cada minuto de nossa existência, trava-se uma batalha tremenda entre o Anjo da Guarda e o demônio, cada qual usando de todos os meios possíveis, um para nos salvar, outro para nos perder. Uma batalha invisível aos nossos olhos, porém, real e verdadeiramente terrível. Foi pelo poder do anjo mau que o pecado entrou no mundo. Foi o demônio quem persuadiu Adão e Eva a pecarem; toda a balbúrdia subsequente àquela "sutil" desobediência à Deus, repercutiu de forma avassaladora no mundo. Assim, não é difícil decifrar a origem de toda maldade, corrupção, impurezas, guerras e todo o gênero de malignidade humana: São provenientes das nossas próprias opções, da nossa livre escolha em homologar as más inclinações que se nos fizeram presentes. Por maior que seja a tentação, a decisão final será exclusivamente nossa pelo exercício do livre arbítrio, que nos torna seres perfeitos para optar entre o bem o mal. Quem não acredita no Santo Anjo, certamente também não acredita no demônio. Sendo assim, torna-se o diabo uma presença insuspeita, onde suas emboscadas são duplamente perigosas. As tentações do demônio vencem-se com vigilância, jejum, mortificação, oração e confiança à Santíssima Virgem e ao Anjo da Guarda. Nossa Senhora, preservada da mancha original, comanda toda a legião de Anjos do Céu e da Terra. 

Cumpre seu ofício divino na batalha para esmagar a cabeça de Satanás. Invocada pela Igreja universal como "Rainha dos Anjos" (Augusta Rainha do Céu e Senhora dos Anjos, que recebestes de Deus o poder e a missão de esmagar a cabeça de satanás, nós Vos pedimos humildemente, que envieis as Legiões Celestes, para que às Vossas Ordens, elas persigam os demônios, combatam-nos por toda a parte, reprimam a sua audácia, e os precipitem no abismo. Quem como Deus? Santos Anjos e Arcanjos protegei-nos, defendei-nos! Ó Boa e Terna Mãe, Vós sereis sempre o nosso amor e a nossa esperança! Ó Divina Mãe, enviai os Santos Anjos para nos defender e repelir para longe de nós o cruel inimigo! Assim Seja! Amém!) 

Ouve as preces dirigidas ao nosso Anjo da Guarda e as apresenta a Deus. A celebração dedicada aos Anjos da Guarda surgiu na Espanha, no século V e espalhou-se por toda a Europa. A data foi fixada pela primeira vez em 29 de setembro, juntamente com a festa do Arcanjo Miguel.

O Inicio da celebração da festa distinta para os "Santos Anjos da Guarda", dedicada no dia 2 de Outubro tal como hoje, particular de cada pessoa, surge em 1670, com papa Clemente X,[2] universalizada pelo Papa Paulo V, depois que o Papa Leão X aprovou o novo Ofício composto pelo franciscano João Colombi. 

Santo Anjo do Senhor, meu zeloso guardador,pois que a ti me confiou a Piedade divina, hoje e sempre me governa, rege, guarda e ilumina. Amém.

Em Latim: Angele Dei,qui custos es mei,me, tibi commissum pietate superna,
illumina, custodi, rege et guberna. Amen.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...