quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Coroa das sete dores e das sete alegrias de São José

Coroa das sete dores e das sete alegrias de São José


            I- Ó Esposo puríssimo de Maria Santíssima, glorioso São José, assim como foi grande a amargura e angústia do vosso coração na perplexidade de abandonar vossa castíssima Esposa, assim foi inexplicável a vossa alegria, quando pelo Anjo vos foi revelado o soberano mistério da Encarnação.
           Por esta vossa dor e por esta vossa alegria, vos rogamos a graça de consolar, agora e nas extremas dores, a nossa alma, com a alegria de uma santa vida e de uma morte semelhante à vossa entre Jesus e Maria.
           Pai nosso, Ave Maria, Glória.

           II- Ó felicíssimo Patriarca, glorioso São José, que fostes escolhido para o cargo de Pai adotivo do Verbo humanado, a dor que sentistes ao ver nascer em tanta pobreza o Deus Menino, se vos trocou em celestial júbilo ao escutardes a angélica harmonia, e ao verdes a glória daquela brilhantíssima noite.
           Por esta vossa dor e por esta vossa alegria, vos suplicamos a graça de nos alcançar que, depois da jornada desta vida, passemos a ouvir os angélicos louvores e a desfrutar os resplendores da celeste glória.
             Pai nosso, Ave Maria, Glória.

             III- Ó obedientíssimo executor das divinas leis, glorioso São José, o Sangue preciosíssimo que na circuncisão derramou o Redentor Menino, vos traspassou o coração, mas o nome de Jesus vo-lo reanimou, enchendo-o de contentamento.
             Por esta vossa dor e por esta vossa alegria, alcançai-nos que, sendo arrancados de nós todos os vícios nesta vida, com o nome de Jesus no coração e na boca, expiremos cheios de alegria.
             Pai nosso, Ave Maria, Glória.

             IV- Ó fidelíssimo Santo, que também tivestes parte nos mistérios da nossa Redenção, glorioso São José, se a profecia de Simeão, a respeito do que Jesus e Maria tinham de padecer, vos causou mortal angústia, também vos encheu de soberana alegria pela salvação e gloriosa ressurreição que igualmente predisse, teria de resultar para inumeráveis almas.
             Por esta vossa dor e por esta vossa alegria, obtende-nos que sejamos do número daqueles que, pelos méritos de Jesus e pela intercessão da Virgem Sua Mãe, terão de ressuscitar gloriosamente.  
             Pai nosso, Ave Maria, Glória.

            V- Ó vigilantíssimo guarda, íntimo familiar do Filho de Deus encarnado, glorioso São José, quanto penastes para alimentar e servir o Filho do Altíssimo, particularmente na fuga que com Ele houvestes de fazer para o Egito, mas qual não foi também a vossa alegria por terdes sempre convosco o mesmo Deus, e por verdes cair por terra os ídolos egípcios!
            Por esta vossa dor e por esta vossa alegria, alcançai-nos que, expelindo para longe de nós o infernal tirano, especialmente com a fuga das ocasiões perigosas, sejam derrubados do nosso coração todos os ídolos de afetos terrenos, e inteiramente empregados no serviço de Jesus e Maria, para Eles somente vivamos e felizmente morramos.
            Pai nosso, Ave Maria, Glória.

            VI- Ó anjo da terra, glorioso São José, que, cheio de pasmo, vistes o Rei do Céu submisso a vossas ordens, se a vossa consolação, ao reconduzi-lO do Egito, foi turbada pelo temor de Arquelau, contudo, sossegado pelo Anjo, vos conservastes alegre em Nazaré com Jesus e Maria.
             Por esta vossa dor e por esta vossa alegria, alcançai-nos que, desocupado o nosso coração de viciosos temores, gozemos a paz de consciência, vivamos seguros com Jesus e Maria, e também entre Eles morramos.
             Pai nosso, Ave Maria, Glória.

             VII- Ó exemplar de toda a santidade, glorioso São José, perdestes sem culpa vossa o Menino Jesus e, para maior angústia, houvestes de busca-lO por três dias, até que com sumo júbilo contemplastes Aquele que era vossa vida, achando-O no Templo entre os doutores.
             Por esta vossa dor e por esta vossa alegria, vos suplicamos, com o nosso coração nos lábios, que interponhais o vosso valimento para que nunca nos suceda perdermos a Jesus por culpa grave, mas, se por desgraça O perdermos, com tão contínua dor O procuremos, que O achemos favorável, especialmente em nossa morte, para chegarmos a vê-lO no Céu, e lá cantarmos eternamente Suas divinas misericórdias.
            Pai nosso, Ave Maria, Glória.

          Antífona: “O mesmo Jesus tinha quase trinta anos, quando era tido por filho de José.”

          V: Rogai por nós, bem-aventurado São José.
          R: Para que sejamos dignos das promessas de Cristo.

          Oremos:

          Deus, que por Vossa inefável Providência Vos dignastes eleger o bem-aventurado São José para esposo de Vossa Mãe Santíssima, concedei-nos, vo-lo pedimos, que mereçamos ter como intercessor no Céu Aquele a quem veneramos na terra como nosso protetor. Vós que viveis e reinais com Deus Pai, na unidade do Espírito Santo. Amém.

(Retirado do livro "Adoremus: Manual de Orações e Exercícios Piedosos", de Dom Eduardo Herberhold, OFM, 1926, 15ª edição)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...