quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Oração Sublime

Vigésima-Sexta Rosa 


“Evite cuidadosamente fazer o que certa piedosa mas voluntariosa senhora de Roma fez. Era uma pessoa tão piedosa e fervorosa que com sua vida santa confundiu os religiosos mais austeros da Igreja de Deus.

Ao pedir a São Domingos que lhe aconselhasse sobre sua vida espiritual ela pediu-lhe que a ouvisse em confissão. Por penitência, ele lhe mandou que rezasse um Rosário completo e aconselhou-a que o rezasse diariamente. Ela disse que não tinha tempo para rezá-lo, desculpando-se e dizendo que tinha que fazer as Estações de Roma [trata-se de uma devoção da Igreja Primitiva; consiste-se em visitar certas igrejas estacionárias em Roma e rezar certas orações prescritas em cada uma delas. Esta prática tinha cunho penitente – “Encyclopaedia Catholica”] todo dia, que vestia roupas de sacas, camisas de cilício, que tomava disciplina sobre si várias vezes por semana, que tinha tantas outras penitências e que jejuava bastante. São Domingos aconselhou-a novamente e várias outras vezes a seguir seu conselho e rezar o Rosário, mas ela continuava a recusar. Ela saiu do confessionário, horrorizada pela tática de seu novo diretor espiritual, que arduamente lhe persuadia a seguir a devoção que não era de seu agrado. 

Mais tarde, quando ela estava orando, caiu em êxtase, e viu sua alma se apresentando diante do Trono do Julgamento de Nosso Senhor. São Miguel pôs todas as suas penitências e outras orações em um dos pratos da balança e todos os seus pecados e imperfeições no outro. O prato das boas obras ficou grandemente suspenso sem conseguir se equilibrar ao outro dos pecados e imperfeições. 

Cheia de espanto ela chamou por misericórdia, implorando o auxílio da Santíssima Virgem, sua graciosa Advogada, que pegou o único Rosário que ela tinha rezado por aquela penitência e o pôs no prato das boas obras. Só este único Rosário era tão pesado que pesava mais que todos seus pecados e também suas boas obras. Nossa Senhora, então, repreendeu-a por não ter seguido o conselho de Seu servo Domingos e por não ter rezado o Rosário diariamente. 

Logo que voltou a si, correu e se pôs aos pés de São Domingos e lhe disse o acontecera, implorou seu perdão por não ter acreditado e prometeu rezar o Rosário fielmente todos os dias. Por este meio ela se elevou à perfeição cristã e finalmente à glória da vida eterna (...)”. 

(O Segredo do Rosário, por São Luis Maria Grignion de Montfort. Pgs. 75 e 76).

PS.: Agradeço uma alma generosa (amiga) pelo envio do texto. Deus lhe pague.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...