terça-feira, 24 de agosto de 2010

Oração de São Boaventura - Santa Comunhão

Oração de São Boaventura - Santa Comunhão


(Indulgência de três anos)

Feri, ó dulcíssimo Senhor Jesus, o mais íntimo e profundo de meu ser com o dardo suavíssimo e salutar do Vosso amor, com aquela santíssima e inalterável caridade que foi brasão e timbre dos Vossos Apóstolos, para que minha alma se deleite e elanguesça com a febre sempre crescente de Vos querer mais. 

Dai à minha alma que se queime em desejos de Vós, que desfaleça nos Vossos  átrios, e deseje dissolver-se e confundi-se conVosco. Que tenha fome de Vós, ó Pão dos Anjos, Pão das almas santas, Pão nosso de cada dia, supersubstancial, fonte inexaurível de paz e suavidade.

Ó Vós a quem unicamente os Anjos desejam contemplar! Oh! que o meu coração tenha fome de Vós, que só de Vós se alimente, e que só do prazer que de Vós deriva se comovam as entranhas do meu ser; que só de Vós tenha sede, ó fonte da vida e da sabedoria e da ciência e da luz eterna, ó torrente de todos os prazeres, ó riqueza da casa de Deus, só por Vós ansie, só a Vós procure, só a Vós encontre, só para Vos caminhe, só a Vós alcance, só em Vós pense, só de Vós fale, e tudo o que fizer seja para honra e glória do Vosso nome, com humildade e discrição, com prazer e amor, com alegria e afeto, com perseverança até o fim.

Sede, Senhor, a minha única esperança: só em Vós confie, só de Vós seja rico, só em Vós me regozije e alegre, ó meu descanso, ó minha paz, ó meu amor, aroma que me inebriais, doçura que me deleitais, pão que me revigorais, refúgio que me defendeis, auxilio que me escudais, sabedoria que me iluminais, herança e tesouro que espero. Em quem só a minha alma e o meu coração vivam e se radiquem de maneira firme e inabalável. Amém.

(Missal quotidiano e vesperal por Dom Gaspar Lefebvre, 1951)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...