terça-feira, 20 de março de 2018

JEAN PIAGET

Esse filosofia é perversa! Retira o espírito de autoridade, de hierarquia e traz o caos. A criança precisa de um guia, uma orientação, ela precisa ser educada, pois diferentemente do que ensina outro pedagogo maluco — Rousseau — a criança nasce com o pecado original. Depois do batismo, o pecado é retirado mas fica a marca, ou seja, ela propende à desordem, sua vontade não é ordenada. Deixar a criança sem guia, sem educação reta e cristã é apontar para o precipício e dizer: caminhe! Isso não significa que a criança não possa ter iniciativas, pode e deve, mas sempre com intervenção do adulto.

O resultado dessa anarquia é o que vemos hoje: anarquia infantil e entre adolescentes. Alunos agredindo os professores, matando pais, colocando fogo nas escolas, maltratando policiais.