domingo, 14 de maio de 2017

VELA DIVINA


Mais quente que o sol,
Mais clara que a lua,
Mais forte que o mar...

Mais firme que o ferro,
Mais doce que o mel,
Mais flexível que a mola...

Assim como uma vela se derrete
Para dar a luz,
Assim é a MÃE ao gerar e criar.

Tão brilhante e tão desapegada,
Aniquila-se e ama a sua luz,
Luz de sua essência...

Luz chamada a brilhar na escuridão.
Luz chamada a iluminar a oração.
Luz chamada a guardar o calor.

Assim somos nós, filhos de "velas",
Luzes geradas de um aniquilamento.
Luzes nascidas de uma morte diária.
Luzes existente porque ELA muito amou.