domingo, 21 de maio de 2017

A MEGERA DOMADA

 Agradeço a amiga Rosane pelo envio. Deus lhe pague!

“Tem vergonha! Desfaz essa expressão ameaçadora e não lança olhares desdenhosos para ferir teu senhor, teu rei, teu soberano. Isso corrói tua beleza, como a geada queima o verde prado, destrói tua reputação como o redemoinho os botões em flor; e não é nem sensato nem gracioso. A mulher irritada é uma fonte turva, enlameada, desagradável de aspecto, ausente de beleza. E enquanto está assim não há ninguém, por mais seco e sedento, que toque os lábios nela, que lhe beba uma gota. 

O marido é teu senhor, tua vida, teu protetor, teu chefe e soberano. É quem cuida de ti, e, para manter-te, submete seu corpo a trabalho penoso seja em terra ou no mar. Sofrendo a tempestade à noite, de dia o frio, enquanto dormes no teu leito morno, salva e segura, segura e salva. E não exige de ti outro tributo senão amor, beleza, sincera obediência. Pagamento reduzido demais para tão grande esforço. O mesmo dever que prende o servo ao soberano prende, ao marido, a mulher. E quando ela é teimosa, impertinente, azeda, desabrida, não obedecendo às suas ordens justas, que é então senão rebelde, infame, uma traidora que não merece as graças de seu amo e amante? Tenho vergonha de ver mulheres tão ingênuas que pensam em fazer guerra quando deviam ajoelhar e pedir paz. Ou procurando poder, supremacia e força, quando deviam amar, servir, obedecer. 

segunda-feira, 8 de maio de 2017

O CORPO FEMININO E O CORPO MASCULINO, REFLEXO DA ALMA HUMANA

FONTE: Lucas Maia



A tensão corpo e alma já é caduca, os anos se tomam a responsabilidade de discuti-la. A distinção entre o ideal e o material, com este apontando àquele, faz parte dessa questão. Assim como Deus criou-nos, os homens foram dispostos duma capacidade similar: a criação artística. É uma mimese alegórica à Criação; ao passo que Ele formou-nos homens, os homens puderam esculpir seus lampejos criadores — que remetem à gênese primeva — para dar fluxo à sua essência divina.
Usarei de um exemplo. Um cachorro tem uma certa estranheza perante seu rabo, ele o olha de vez em quando, sem reconhecê-lo como parte de si próprio, não o reconhecendo, persegue-o indefinidamente, mas nunca alcança seu objetivo: eliminar o corpo estranho. Numa situação similar estamos nós, os Homens, o mais superior dos animais. Temos uma certa estranheza para conosco, um paradoxo andante, a carne fundida à alma, a alma fundida à carne.
Às vezes procuramos a ascese espiritual, tentando saciar nossos movimentos espirituais, noutras vezes procuramos amolecer nossa carne no prazer, amaciá-la e regá-la em doses e mais doses, embebedando-a na fugaz doçura do deleite. E quando damo-nos conta disso, perseguimos. Numa vez o rabo à cabeça, noutra vez a cabeça ao rabo. Esta é a contínua luta do homem, como um cachorro ao seu rabo, é o homem a si próprio, seu pés direcionam-se ao mundo, seus olhos miram o céu.

AULAS DE GRAMÁTICA

Amigos, boa noite.

Deixo uma sugestão de canal do Youtube.
Aulas de gramática com o prof. Eduardo Federizzi Sallenave.

Bons estudos.



[CLIQUE AQUI PARA IR AO CANAL]


terça-feira, 2 de maio de 2017

SÃO JOSÉ OPERÁRIO

Estou sempre um dia atrasada...

São José Operário.

Sim, São José foi um grande pai e esposo, trabalhou muito para manter sua família, mas, a sua maior obra foi, sem dúvidas, o cumprimento da Vontade de Deus. Muitas pessoas usam dessa data para idolatrar o trabalho, o que é um erro. São José foi um homem de Deus, um dos maiores que já existiu e isso ficou estampado no seu trabalho, vida e morte, especialmente na vida de Jesus e Maria.

Viva São José!