segunda-feira, 21 de novembro de 2016

ESTUDIOSIDADE FEMININA


Tratando um pouco sobre a estudiosidade feminina, gostaria de apontar três fatos:

1.º — Papel da mãe na educação intelectual dos filhos;
2.º — Desigualdade ordena o mundo;
3.º — Liberdade contra ordem é escravidão.


1.º — Papel da mãe na educação intelectual dos filhos:

A mãe é a responsável primeira na educação integral dos filhos, sendo que o marido é o provedor do lar e dado aos trabalhos exteriores. A ela cabe não só os trabalhos manuais como também a educação do intelecto e espiritualidade dos filhos. Isso não se dá de forma excelente se ela não buscar uma estudiosidade voltada para isso, logo, todo sofisma de que a religião católica escraviza a mulher às lidas domésticas caí por terra. Ela deve aprender gramática, artes, noções de geografia e história (não esse marxismo das universidades), caracteres de temperamentos, psicologia (nada de Freud) para lidar com os temperamentos distintos dos filhos, história da Igreja, vida de santos, alguns poucos de espiritualidade (caminho de perfeição) e por aí vai. Querer desfocar a estudiosidade da mulher desses fins seria ocupar seu tempo e desfocar sua missão.

2.º — Desigualdade ordena o mundo:

O Céu é hierárquico e desigual e vemos essa aplicação em todo o universo, entre todas as criaturas, o que nos leva a deduzir que também entre os homens.

"Entretanto, há nos homens uma igualdade fundamental proveniente do fato de terem uma só natureza. Ser homem é ser animal racional, isto é, ser constituído por corpo animal e alma espiritual: capaz de aprender com a inteligência, querer com a vontade e sentir com a sensibilidade... (...) todavia, se entre os homens existe essa igualdade natural fundamental, disto não se segue que sejam iguais em tudo. Nos acidentes os homens são diferentes." (retirado do site da Montfort)

Há desigualdade entre os sexos e isso influencia em suas funções intelectuais, cada um foi criado com caracteres próprios para cumprir sua vocação.

"As coisas que procedem de Deus estão ordenadas" (Rm 13, 1).

3.º — Liberdade contra ordem é escravidão.

REVOLUÇÃO é a subversão à ordem divina. O primeiro revolucionário foi Lúcifer, querendo ser como Deus e dividindo os Anjos do Céu, vemos essa ação revolucionária no Jardim do Éden, quando tenta EVA, mais corruptível em sua natureza, e isso se perpassa por toda a humanidade. Todas as revoluções subvertem à ordem divina e sua consequência, assim como foi com Lúcifer e seus seguidores, é a escravidão.

Letícia de Paula
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...