quarta-feira, 26 de outubro de 2016

Um padre é condenado pelo STJ a pagar 60 mil reais

Um padre é condenado pelo STJ a pagar 60 mil reais em indenização por interromper um assassinato (aborto).

Algumas observações:

1- O Padre Lodi é condenado, e o desembargador que deferiu o habeas corpus -- solicitado pelo padre -- não. Como assim? não há uma hierarquia aqui a ser obedecida? não seria correto ambos serem indenizados se realmente a ação fosse temerária?

2- O Tribunal ou Desembargador concedeu a ordem, não foi por obediência ao cidadão, mas por verificar que naquele caso, o juiz estava de fato agindo com ilegalidade e abuso de poder. Logo, essa condenação ao Padre Lodi inutiliza a lei. BRASIL LIXO.

3- A criança viveu mais algumas horas depois de nascida, mesmo depois de ter sido vítima das medicações dadas à mãe para o aborto induzido. Do que morreu essa criança? ela sofria de síndrome de Body Stalk, mas fizeram uma autopsia para comprovar qual a morte real dessa criança? Síndrome ou envenenamento por medicações fortes?

4- Só tenho uma coisa a dizer a esse padre: BRAVO!

Letícia de Paula
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...