quarta-feira, 19 de outubro de 2016

PAI OU AMIGO?


Existe uma falácia nos tempos atuais de que o pai tem que se colocar como igual perante ao filho, ter os mesmos comportamentos para ser respeitado. Tolice, pois a criança PRECISA ter um porto seguro, uma voz de condução e isso parte dos pais.

Deve-se tratar o filho de forma que ele se sinta seguro para desabafar, perguntar, questionar mas sem afetação na imagem paterna. Amigo de colégio e de futebol é uma coisa, o pai é outra. A amizade provinda dessa relação é algo mais profunda e sobrenaturalizada. Isso não significa que não possa haver momentos de descontração, aliás, deve, mas jamais seu filho deve te tratar por um igual, ele precisa ter um referência de autoridade e que essa referência seja o pai, jamais o professor de história ou um picareta qualquer.

Letícia de Paula
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...