segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

Capítulo II OS ANJOS NO NOVO TESTAMENTO I. — OS ANJOS E JESUS CRISTO

Nota do blogue: Acompanhe esse Especial AQUI.


Capítulo II 

OS ANJOS NO NOVO TESTAMENTO 

I. OS ANJOS E JESUS CRISTO


Não necessitava Jesus Cristo, como é evidente, de Anjos da Guarda que O guiassem, protegessem, iluminassem. Ele é o Senhor dos Anjos, deu-lhe a sabedoria que eles mesmos possuem — não podia, portanto, necessitar do auxílio de servos seus, como se diante dele fossem seres superiores. “Não lhe cabia, como fala S. Tomás de Aquino, um Anjo da Guarda, como superior, mas antes um ministro (ou servo) como inferior.
É precisamente desses serviços dos Anjos prestados a Jesus, seu Senhor e Rei, que fala o Evangelho. Seguiremos o Evangelho nos passos principais.

1 Nascimento de Jesus


É tocante a narração da parte que tiveram os Anjos no nascimento de Jesus.
Apenas nascido o Redentor, diz o Evangelho que havia naquela região uns pastores, velando e guardando, nas vigílias da noite, o seu rebanho. “E eis, continua o texto Sagrado, que apareceu junto deles um Anjo do Senhor, e a claridade de Deus os cercou de esplendor; e tiveram grande medo.
Porém o Anjo lhes disse: não temais, porque eis que vos anuncio uma grande alegria, que terá todo o povo. É que hoje vos nasceu, na cidade de Davi, o Salvador, que é Cristo, o Senhor.
E este é o sinal com que o reconhecereis: Achareis uma criancinha envolta em panos, e deitadinha numa manjedoura.
E, subitamente, apareceu com o Anjo uma multidão da milícia celeste, louvando a Deus, e dizendo: “Glória a Deus, nas alturas e paz na terra aos homens de boa vontade.”
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...