sábado, 20 de fevereiro de 2016

As lágrimas dos penitentes são as delícias dos Santos Anjos/ Bondade dos santos anjos para com os pecadores sinceramente arrependidos

Nota do blogue: Acompanhe esse Especial AQUI.


10 As lágrimas dos penitentes são
as delícias dos Santos Anjos
 

Quase não há passo, na vida dos santos monges e anacoretas do deserto, que floresceram no IV e V século, em que não se encontrem exemplos de amorosa solicitude dos santos Anjos.
O exemplo que referiremos é tirado da vida de S. Paulo, cognominado o Simples.
Foi ele um dos principais discípulos do grande S. Antão. E foi tão aproveitado que mereceu, em prêmio de sua humildade e sincera obediência, entre outros grandes favores de Deus, o de ver o santo Anjo da Guarda ao lado de cada um dos fiéis que entravam na igreja.
Um dia ele viu entrar um homem de destaque, do lugar, e sua comitiva. Eram os seus Anjos de aspecto alegre e festivo. Um, porém, trazia a tristeza estampada no rosto e de longe seguia o seu cliente. Via-se-lhe também ao lado o demônio. Ébrio de satânica alegria, travara fortemente do seu braço.
Começou, então o santo a derramar copiosas lágrimas e a implorar com altos gemidos a divina misericórdia. E foi ouvido.
Ao sair a comitiva da igreja, viu o santo festivo e todo alegre aquele anjo que de longe e tristemente, ao entrar, seguia o seu cliente. O demônio, ao invés, o ia seguindo penosamente, a padecer horríveis tormentos.
Aproximou-se-lhe Paulo cheio de alegria e rogou ao moço que quisesse explicar aquela maravilhosa mudança.
“Muitos e graves, disse o outro, são os pecados que cometi. Mas ao entrar na igreja ressoaram-me aos ouvidos estas palavras de Isaías que o coro cantava: ‘lavai-vos, purificai-vos, tirai-me depressa da vista os males dos vossos corações, cessai de pecar, aprendei a fazer o bem, e as vossas almas se tornarão brancas como a neve.’ Fui tocado da graça divina ao ouvir tais palavras. Comecei a bater no peito e a chorar de contrição, e assim rezei: ‘Benigno Senhor meu, que viestes salvar os pecadores, fazei comigo o que pela boca do profeta Isaías me acabais de dizer. A Vós voltarei arrependido dos meus pecados e firmemente resolvido a observar todos os vossos mandamentos’.”[1]
Os anjos, portanto, como diz S. Bernardo, “gaudent ad poenitentiam peccatoris”, isto é, alegram-se com a penitência dos pecadores. “Quod si deliciae Angelorum lacrimas meae, quid deliciae? Se delícias para os Anjos lhes são as minhas lágrimas, que lhes serão as minhas delícias?”
Quem pode dizer que contentamento não proporcionam aos Anjos, as santas aspirações e afogueados afetos dos corações puros e fervorosos?… 

11 Bondade dos santos anjos para
com os pecadores sinceramente arrependidos
 

São os santos anjos que movem as almas pecadoras a arrepender-se de seus desvarios e a voltar ao bom caminho. São eles, igualmente, que lhes dão forças para que resistam ao demônio, enfurecido pelo propósito que tomam as almas arrependidas de tornar ao caminho do céu, isto e à obediência aos mandamentos de Deus.
Belo exemplo disto extraímos da vida de santa Margarida de Cortona.
Estava, um dia, rezando pelos pecadores a grande santa — que também havia sido grande pecadora — quando lhe apareceu Jesus Cristo e lhe disse que o seu divino Coração era sumamente desejoso de sua conversão e que estava pronto a perdoar-lhe. “Também os meus anjos, assim falou o piedosíssimo Redentor, são por mim enviados em sua ajuda, e com frequentes impulsos os incitam a abandonar o pecado e a detestá-lo.”
Perguntou-lhe então a santa se esses puríssimos espíritos permaneciam sempre ao lado dos impuros pecadores. Disse-lhe Jesus que sim: que embora eles não façam sentir sempre os efeitos de sua presença, jamais abandonam, não obstante, os pobres pecadores. E aí ficam para no momento oportuno e por vezes repetidas lhes falar ao coração e convidá-los à penitência.
Ao ouvir tais palavras, chorou amargamente a santa lembrando-se de sua resistência às internas vozes do seu bom Anjo da Guarda, quando ainda se não havia convertido. Mas consolou-a o Anjo, dizendo que de todo já se havia esquecido de suas ingratidões. E para prova do que dizia a cumulou de favores. Ele, igualmente, era quem a dirigia nas vias da santidade, a esclarecia nas dúvidas, defendia-a nas tentações, confortava-a nas angústias.
Um dia achava-se a santa grandemente perturbada e aflita em sua alma. Consolou-a o bondoso Anjo de sua guarda entoando-lhe a Ave Maria. Inútil dizer que se fez sereno o céu de sua alma e fugiram as negras nuvens de tristeza. Mas não foi tudo. Inundou-a de alegria aquelas celestiais modulações de música angélica. E de tal modo foi possuída de célica suavidade que desejou ver-se logo desatada dos laços do corpo para repousar eternamente no seio de Deus e junto de sua Mãe benditíssima. Por isto, perguntou-lhe por quanto tempo ainda teria de ficar nesta terra de exílio e neste vale de lágrimas. Respondeu-lhe o Anjo que bem longe ainda estava o dia de sua morte. Mas que aproveitasse de seus dias de vida terrestre para semear boas obras, penhor de abundante colheita no céu.
Para tal obter, começou o santo Anjo a dirigi-la em todos os seus atos, em todas as suas operações, para que todas fossem santas.
Uma ocasião, ensinando-lhe a assistir perfeitamente a santa Missa, disse-lhe: “Enquanto tens forças para ficar de joelhos, sem genuflexório e com as mãos juntas ao peito, sempre orarás nesta postura. E se alguma vez te sentires muito enfraquecida, poderás ajudar-te um pouco do apoio do banco. No começo do Sacrifício toma água benta, e faze sobre ti o sinal da Cruz. Reaviva, então, a tua fé, e escuta com atenção a palavra de Deus que se lê durante a Missa. E se quiseres receber cotidianamente o sacrossanto corpo do Filho de Deus, nosso Criador e Senhor, sabe que plena licença Ele te concede. Se de tal forma assistires à santa Missa, experimentarás em ti um grande aumento de fervor e farás rápidos progressos em todo gênero de virtudes.



[1]     Vida de S. Paulo o Simples, escrita por Ruffino, n. 18. O fato que referimos no texto está vulgarizado por Cavalca, Vite diverse, p. III, V. 53.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...