domingo, 27 de setembro de 2015

O que são os anjos de nós

Nota do blogue: Acompanhe esse Especial AQUI.


3 O que são os anjos de nós 

Os Anjos são junto de nós exatamente aquilo que os preceptores são junto dos seus discípulos.
Os preceptores, como era de costume antigamente, deviam transformar a criança em um perfeito cidadão: para isto deviam dar-lhe modos, instruí-la, acompanhá-la em suas viagens, ampará-la, confortá-la.
Diante dos Anjos, Espíritos sapientíssimos, somos de fato crianças que devemos ainda formar-nos nos bons modos cristãos, e que muito temos que aprender da doutrina divina que Jesus veio ensinar aos homens.
São por isto eles, de fato, os nossos preceptores.

Assim os chama a santa Igreja em seus hinos, assim os santos Padres, quer gregos quer latinos, os apelidam em suas admiráveis obras de apologética ou de instrução catequética.
S. Gregório Taumaturgo, S. Basílio e S. João Crisóstomo, dizem que são os “pedagogos e educadores das crianças.” S. Atanásio chama-os formalmente de preceptores dos homens e S. Bernardo se compraz em chamá-los de “os constantes seguidores de nossa alma.” No pensar, portanto, desses grandes representantes da eloquência sagrada das primitivas igrejas, grega e latina, são os santos Anjos da Guarda os guias, os guardas, os tutores e a maior ajuda e mais constante valia dos que demandam, neste mundo, a pátria celestial.
“Ó amor imenso e todo inspirado na mais pura caridade! exclama S. Bernardo: “O vere magna dilectio charitatis!” Que solicitude, a do nosso Pai do Céu pelos filhos que erram neste mundo longe da casa paterna! É bem, portanto, que nos apropriemos das palavras do Arcanjo S. Rafael quando se manifestou a Tobias: “Bendizei ao Deus do Céu, e dai-Lhe glória diante de todos os viventes, pois que fez resplandecer sobre vós a sua misericórdia.” (Tob. XIII, 6).
Admiração, portanto, louvor e bênção é o que deves, caro jovem, a Deus, por tão maravilhosa manifestação do seu poder, de sua sabedoria, de sua paternal bondade, deputando para junto de ti a esses príncipes de sua corte, a essas criaturas de maravilhoso poder e santidade, que são os anjos.
E reflete que isto é um dogma de fé: dia e noite vela por ti, dia e noite junto de ti assiste um anjo, maravilhoso do poder e santidade, prestes a socorrer-te sempre que o invoques, pronto a ajudar-te sempre que recorras à sua proteção.