sábado, 9 de novembro de 2013

Santa Eulália de Mérida, Virgem e Mártir (10 de Dezembro)

Por Marlos Manfré



Muito confundida com Santa Eulália de Barcelona após o Concílio Vaticano II, devido à “destruição” do Martirológio, Santa Eulália de Mérida é outro exemplo de fé, pois não cedeu nem diante dos piores suplícios, morreu em 304. Assim o Martirológio narra seu martírio:

“Em Mérida, Cidade da Espanha, o Martírio de Santa Eulália Virgem, a qual em tempo do Imperador Maximiano, tendo de idade 12 anos, padeceu muitos tormentos pela confissão de Cristo, por mandado do Presidente Daciano, finalmente suspendida no equúleo, e descarnada com unhas de ferro, abrasada pelas ilhargas com fachas de fogo, e com o mesmo fogo sufocada deu seu espírito a Deus.”

* Equúleo seria traduzido para o português Ecúleo.
* A palavra ilhargas se refere aos quadris.
* Fachas de fogo pode ser traduzido como tochas de fogo.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...