terça-feira, 31 de agosto de 2010

Diabetes e ossos fracos em crianças

Crianças acima do peso e com tendência a desenvolver
diabetes têm mais chances de ter ossos fracos


Uma pesquisa americana mostra que a gordura abdominal está associada à fraqueza dos ossos.

Se você acha difícil resistir aos pedidos do seu filho para fazer aquele bolo de chocolate que ele adora, está na hora de tomar mais cuidado. Isso porque os riscos com a saúde crescem na medida em que o peso aumenta. Uma pesquisa americana publicada neste mês no Journal of Bone and Mineral Research, mostra que crianças acima do peso ou obesas e que já apresentam riscos de desenvolver diabetes também estão mais suscetíveis a ter ossos fracos.

O estudo analisou 140 crianças com idades entre 7 e 11 anos com sobrepeso e que não fazem exercício físico regularmente, 30% delas apresentaram sinais de má regulação do açúcar no sangue e 4% a 5% menos massa óssea. Os pesquisadores disseram que o estudo é o primeiro a sugerir uma ligação entre os ossos mais frágeis e o risco de desenvolver diabetes tipo 2 - associada ao sedentarismo e à obesidade – na infância. As crianças com gordura abdominal têm mais chances de ter diabetes e, por consequência, ossos mais fracos.

O coordenador da endócrino-pediatria do Hospital São Luiz, Luis Eduardo Calliari, afirma que nem toda criança com sobrepeso é igual. “Aquelas que tem gordura abdominal e alteração de glicose são crianças que correm risco também de ganhar menos massa óssea”. O médico explica que, independentemente do peso, o ganho de massa óssea (formada principalmente por proteína e cálcio) está relacionado com atividade física e alimentação. “O ganho acontece principalmente na infância e adolescência. Nessa fase não pode faltar cálcio", diz. Além do leite e derivados, vale lembrar que o nutriente também pode ser encontrado na carne, nos ovos e em algumas verduras.

(Crescer- Notícias)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...